EDIFÍCIO DO CLUBE DOS FENIANOS

FONTE: AHMP

Alçado para a Praça da Trindade e Planta de implantação. Nesta é possível ver a implantação parcial do edifício da Assembleia Portuense, sobre o qual seria construída a sede do Clube dos Fenianos (e aproveitando parcialmente o mesmo).

 

 

  

 

ASSEMBLEIA PORTUENSE NA PRAÇA DA TRINDADE

FONTE: AHMP 

Aspeto do edifício que pertenceu à Assembleia Portuense, posteriormente à Casa Fotográfica União, que fazia esquina com a Praça da Trindade e a atual Rua do Dr. Ricardo Jorge (antiga Travessa da Rua do Almada / Travessa da Trindade). Este edifício foi parcialmente demolido para a abertura da Avenida dos Aliados, para a construção dos Paços do Concelho e para a construção do edifício do Clube Fenianos Portuenses.  

 

 

ESTADO DAS OBRAS DOS PAÇOS DO CONCELHO

FONTE: Cliché Foto Beleza, cedido por Miguel Filgueiras, pertencentes ao espólio de Manuel Caetano de Oliveira. 

Nesta foto e na seguinte, do início da década de 20, é possível ver-se o edifício do clube dos Fenianos em construção. Fachada voltada para o edifício municipal.

 

 

ESTADO DAS OBRAS DOS PAÇOS DO CONCELHO

FONTE: Cliché Foto Beleza, cedido por Miguel Filgueiras, pertencentes ao espólio de Manuel Caetano de Oliveira.

 

 

CLUBE DOS FENIANOS – ALÇADO PRINCIPAL

 FONTE: AHMP 

 

 

  

 

NOVOS PAÇOS DO CONCELHO EM CONSTRUÇÃO

FONTE: ESPÓLIO FOTOGRÁFICO PORTUGUÊS  

Fotografia, provavelmente de 1930, com o edifício dos paços do Concelho em Construção e onde é possível ver o estado das obras do Edifício dos Fenianos – paredes exteriores terminadas, mas não revestidas, telhado de remate da entrada pela Rua Clube dos Fenianos também terminado (e que mais tarde será demolido).  

 

 

PLANTA DO SALÃO DE FESTAS NO PRIMEIRO ANDAR

FONTE: AHMP 

  

 

CORTE PELO SALÃO DE FESTAS

FONTE: AHMP 

 

 

FACHADA VOLTADA PARA A TRAVESSA DA TRINDADE

FONTE: AHMP  

No alçado voltado para a Travessa da Trindade (hoje Rua do Dr. Ricardo Jorge) existiu um aproveitamento parcial do edifício da Assembleia Portuense, existindo a intenção de fazer a remodelação de alçado de acordo com o projeto de Francisco de Oliveira Ferreira. Contudo, o ritmo das obras, e também o ritmo dos donativos dos associados, foi mais lento do que o inicialmente pensado, e entretanto outros gostos e estilos fizeram a sua entrada, de tal forma que a própria associação, na década de 40, equaciona a forte transformação ou demolição do edifício inacabado.  

 

 

ASSEMBLEIA PORTUENSE NA PRAÇA DA TRINDADE

FONTE: AHMP  

Projeto da Assembleia portuense, alçados para a Praça e Travessa da Trindade. O edifício hoje existente, como se pode ver a seguir, resulta da interrupção da remodelação deste edifício. Reconhece-se parte do alçado patente neste desenho, ladeado por dois torreões executado segundo o projeto de 1920.  

  

 

  

 

EDIFÍCIO FUTEBOL CLUBE DO PORTO

FONTE: AHMP  

Planta de implantação do edifício licenciado em 1930 por César Augusto Bordalo, e que albergou, durante algum tempo, a sede do Futebol Clube do Porto.

 

 

EDIFÍCIO FUTEBOL CLUBE DO PORTO

FONTE: AHMP 

Alçados e cortes do edifício. De salientar a imagem diferenciada dos dois alçados. O principal, voltado para a Avenida, obrigado a respeitar uma imagem pré-estabelecida. O posterior, sem esses constrangimentos ostenta uma imagem mais moderna e funcional.  

 

 

PROJETO PARA O ‘FOOT BALL CLUB DO PORTO’

FONTE: AHMP 

 

 

FONTE: AHMP 

 

 

VISTA DO LADO POENTE DA AVENIDA

FONTE: AHMP 

Nesta fotografia, da década de 30 ou década de 40, pode-se ver a empena do edifico do Futebol Clube do Porto, aguardando a continuidade da frente urbana, que nunca chegou.

 

 

FOTOGRAFIA AÉREA

FONTE: Foto cedida pro César Romão (autoria provável de Fernando Romão). 

Fotografia aérea, provavelmente da década de 40, onde é possível ver os dois edifícios que foram executados segundo o plano urbano de Barry Parker: Fenianos e Futebol Clube do Porto. É também visível ainda todo o tardoz das construções da Rua do Almada. 

Na entretanto aberta Rua de Ramalho Ortigão, uma das radiais do projeto de Parker, está já construído o edifício do gaveto da autoria de Rogério de Azevedo. 

 


Avenida dos Aliados, anos 80

FONTE: Foto da autoria de Rui Romão, cedida por César Romão.

A partir da década de 50, quando a frente urbana do último quarteirão poente começa a ser concluída, o alinhamento é alterado por forma a garantir maior profundidade aos lotes (ver o capítulo referente aos Paços do Concelholevando à existência de uma empena, perfeitamente visível nesta foto, vincando a separação entre os dois planos urbanos.

  

   

[A Construção dos Edifícios] <<< [Quarteirão da Caixa Geral de Depósitos] <<< >>> [O Edifício dos Paços do Concelho]